Despedida de Ronaldo, Brasil x Romênia, Analise.

          Amistoso da seleção brasileira, por tratar de ser um amistoso não empolgaria ninguém mas é a despedida de um dos maiores jogadores de futebol do mundo o Fenômeno Ronaldo, de diversos títulos e clubes importantes ao longo de sua carreira. Encerrou sua carreira na sua ultima “casa” o Pacaembu jogando pela seleção, ovacionado como deve ser e jamais esquecido.
          Taticamente, jogos amistosos respeitam muito o que o treinador quer e assim foi, 4-3-3 com a surpresa de Jadson como homem de criação.
          Algumas mudanças previstas por Mano. Victor no gol, Maicon na lateral direita, David Luiz na zaga, Sandro de primeiro volante, Elias de segundo volante e o já comentado Jadson.
          Jogo morno, a fraca seleção da Romênia veio para se defender e nunca abandonou as duas linhas de quatro e jogando no seu 4-4-2, só se defendeu e jogou nos contra-ataques.
          O Brasil por vezes alternava seu esquema, com Elias chegando ainda mais a frente no flanco direito, Robinho centralizava, sendo assim com mais homens no apoio. Ora Neymar no flanco esquerdo ora Robinho e assim alternavam os flancos. Jadson caindo pela esquerda mas recuado e por vezes avançando.
          Na primeira função do meio campo Sandro demonstra cada jogo que merece ser titular, marca muito bem e tem qualidade na saída de bola.
          Nas laterais Maicon tem qualidade tanto na marcação quanto no apoio, André Santos é bom jogador mas para banco da seleção, Marcelo mostrou que melhorou na marcação e merece outra chance.
          David Luiz mostrou mais uma vez que é um excelente zagueiro mas é bem verdade que não foi posto a prova, Lúcio capitão e ainda demonstra segurança e suas correrias ao ataque.
          Neymar, Robinho e Fred, por conta deles ficou o ataque. Robinho não é mais o mesmo, talvez falte um desafio e a copa América vem ai. Neymar é um grande jogador e segundo Ronaldo sera seu sucessor. Fred deve ser banco de Alexandre Pato, não vem em bom momento no Fluminense e muito questionada sua convocação.



          Vamos ao jogo, Brasil 1x0 gol de Fred, nada mais que isso, pois aos 30min entra RONALDO e assim o jogo mudou, a seleção inteira jogou para ele. Teve 3 chances para marcar o gol da despedida, o goleiro pegou duas e uma finalizou longe do gol. Mas valeu RONALDO por tudo. Percorreu 1,2 KM, Velocidade média de 4,3 KM.
          Segundo tempo e surpresa, Nilmar entrou no lugar de Ronaldo. E Damião? Nem sequer entrou, ficou no banco o jogo inteiro.
          Sim! Pior que está fica. Um jogo lento, sem objetividade de ambos e cada vez mais AMISTOSOS da Seleção vem demonstrando serem desapontantes.
          No decorrer do segundo tempo entram, Lucas Leiva na vaga de Sandro que sentiu, Luisão por Lúcio que também sentiu e Lucas Silva por Robinho de noite desinspirada. Sendo assim a seleção passou a jogar no 4-4-2 em losango, com Lucas Leiva de primeiro volante, Lucas Silva na direita, Elias na esquerda e Jadson criando.



          Aos 30min sai Neymar e entra Thiago Neves, mudando novamente o esquema para um
4-2-3-1, T.Neves na direita e L.Silva na esquerda.



          Assim ficou, um jogo marcado pela despedida de RONALDO, o Fenômeno.






This entry was posted in ,. Bookmark the permalink.

3 Responses to Despedida de Ronaldo, Brasil x Romênia, Analise.

  1. Excelentes análises cara, invista no seu blog! faz no taticalpad neh?

    Sucesso e fique com Deus

  2. Faltou ambição no jogo. O breve período que o Ronaldo ficou em campo o time teve isso e jogou bem.

    Abs,

  3. adoreei o blog e estou seguindo-o!

    qnd tiver um tempinho, de uma passadinha no meu?


    bjooos

    http://cabecafeminina.blogspot.com/

Leave a Reply

Compartilhar