Dissecando o centroavante, dependência de alguns clubes pelo 9



Em alguns clubes do campeonato brasileiro, seja ele série A,B,C e até D. É decreto atuar com um centro avante, numero nove, trombador, pivô este deve ser o artilheiro do time. Tem como missão apenas fazer gols (Alguns com maior qualidade, mas é raridade), não contribuiu para fases do jogo.

É o rei da área, chama a responsabilidade para si, bem como preocupação dos adversários. 

Por mais que eles existam, os melhores estão na Europa. Os que surgem geralmente são de imposição física, pois na base jogam com garotos e ganham por força. Por não terem uma boa formação na base alguns clubes o procuram na várzea. Problema no futebol é que os profissionais melhores qualificados estão no topo e a base fica com o que sobra.

Hoje em dia não ficamos presos apenas ao numero 9, pode ser 99, pode sobrar até a 10 ou a 11 para o maior de todos e por ai vai. Existem também diversos tipos de centro avante. Com qualidade técnica ou sem, alto ou baixo, cabeceador ou não.

Poste
Este fica posicionado dentro da área. Geralmente sabe jogar apenas na bola aérea. Tem imposição física, jogador alto e que prende marcação dos zagueiros. São referencia do time para cruzamentos rasantes, chuveirinho, escanteios e faltas.
Exemplo: Brandão, André Lima, Bill...

Trombador
Assim como o poste, joga na área, porem quando é lançado usa de sua força física para dividir com zagueiros, finaliza sempre com força. Não espere um lance de técnica, joga colocando a bola na frente e dividindo bola ombro a ombro.
Exemplo: Nieto, Adriano (Mas com qualidade técnica)...

Pivô
Joga de costas para o gol, sai da área para receber e fica de costas para o gol esperando por seus colegas. É necessário ter boa capacidade técnica para dominar, passar e segurar seu adversário. Possui bom giro para finalizar tanto dentro da área quanto fora da área.
Exemplo: Borges...

Velocista
Por incrível que pareça ele existe, porem é como um diamante raro, quem o tem deve guardá-lo a sete chaves. Joga entre zagueiros e procura se movimentar para abrir espaços, sua principal característica é se aproveitar de lançamentos ou passes em profundidade. É rápido e normalmente ganha de zagueiros que são lentos.
Exemplo: Pato, Nilmar...

Técnico
Difícil de achá-lo, pois sempre o colocam como atacante pelo lado tem características variadas podendo agrupar qualidade, pode ser tornar o Atacante completo exercendo variadas funções. Pode estar em final de carreira. Por questões físicas e idade avançada ele é posicionado mais a frente. Perde em velocidade, agilidade e ate bola aérea, mas mantém boa qualidade de finalização, drible curto, organiza o ataque proporcionando chances aos companheiros e conhece os atalhos do campo.
Exemplo: Ronaldo,Lukaku(Promessa de craque)...

Matador
Não importa de que maneira a bola vem, é caixa na certa. Pode não estar em bom momento, mas você não deve tirá-lo do time, em uma bola perdida pode ser o lance da vitoria. Não tem característica física ou técnica marcada.
Exemplo: Romário, Jardel...

Oportunista
Este geralmente não agrada a torcida de seu time. Joga por rebotes de chutes, erros de zagueiros e goleiros. Faz seus gols, porem quando tem chance de brilhar em clube grande afunda. Está sempre bem posicionado, no momento certo e na hora certa.
Exemplo: Alecsandro...

Obs: Alguns centroavantes podem ter ser um conjunto de qualidade e denominações, assim
são mais completos.


This entry was posted in . Bookmark the permalink.

4 Responses to Dissecando o centroavante, dependência de alguns clubes pelo 9

  1. Álvaro says:

    Faltou o "falso 9": Messi...

  2. Mas a posição falso 9 não é centro avante.
    É um atacante de movimentação que atua pelo centro.
    Apenas com denominação de falso 9

  3. faltou o Damião em alguma categoria

  4. O 'Nó Táctico' tá muito bom, ótima análises!
    Futebol, arte! : http://maelycampos.blogspot.com/

Leave a Reply

Compartilhar